Blog

Vinho seco X vinho demi-sec X vinho suave – veja as diferenças

[vc_row][vc_column][vc_column_text text_larger=”no”]O que difere o vinho seco, meio seco e suave é a quantidade de açúcar presente em cada um deles. A legislação brasileira diz que para o vinho ser seco ele deve ter, no máximo, quatro gramas de açúcar por litro. Essa quantidade de açúcar é totalmente natural da fruta.

Elaboração

Vinho seco (fino de mesa)

As uvas são esmagadas e a fermentação ocorre até que as leveduras transformem todo o açúcar das uvas em álcool, por isso o teor de açúcar residual é sempre baixo – máximo de 4g/L. Para o vinho ser fino, são utilizadas somente uvas da espécie Vitis vinifera, uvas específicas para a produção de vinho fino, como as variedades Cabernet Sauvignon, Merlot e Chardonnay por exemplo.

No vinho seco a percepção de amargor pelos taninos e a sensação azeda provocada pelos ácidos é mais evidente, porque o açúcar costuma fazer o contra-ponto, dar maciez ao vinho. Por isso algumas pessoas que não estão acostumadas com o vinho seco, estranham um pouco a sensação nas primeiras provas. Depois de um tempo o paladar se adapta a esta sensação mais ríspida ao paladar. Por isso, antigamente as pessoas se referiam ao vinho seco como rascante.

Vinho meio seco (demi-sec)

É possível encontrar desde vinhos com doçura praticamente imperceptível, levemente doces ou, até mesmo com a doçura bem aparente, pois seu teor de açúcar varia de 4 a 25 gramas por litro da bebida. Um rótulo com pouco mais de 4 g/L de açúcar pode parecer seco ao paladar, enquanto outro que se aproxima do valor máximo, 25 g/L, será nitidamente adocicado. Exemplos de vinhos demi-sec são alguns vinhos tintos do sul da Itália e Califórnia.

Vinho suave (doce)

De um modo geral, as uvas são esmagadas e a fermentação ocorre até que o vinho alcance o nível de doçura desejado. Nesse momento o produtor interrompe a fermentação (baixando a temperatura e filtrando o vinho, ou adicionando sulfitos ou adicionando aguardente no caso dos vinhos fortificafos) para fazer com que a levedura pare de transformar o açúcar em álcool.

Outra forma de elaborar o vinho suave é adicionando um componente doce ao vinho como um mosto de uva concentrado e retificado ou no caso dos vinhos de mesa, feitos com uvas não viníferas (os que alguns chamam de vinho de garrafão), pode-se adicionar açúcar mesmo. No Brasil o vinho suave tem mais de 25g/L de açúcar. O açúcar reduz a sensação de amargor dos taninos e a sensação azeda causada pelos ácidos naturais da uva. Assim o vinho fica mais macio a fácil de beber.

Dica para diferenciar!

VEJA O RÓTULO! Nos vinhos brasileiros no próprio rótulo frontal está a informação. No caso dos vinhos importados é preciso olhar o contra-rótulo. Se estiver escrito vinho fino de mesa seco a quantidade de açúcar é menor que 4g/L. Se estiver escrito meio-seco o vinho terá uma concentração acima de 4 a até 25 g/L de açúcar. E se estiver escrito doce ou suave, o vinho terá mais de 25 g/L de açúcar.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[/vc_column][/vc_row]

One thought on “Vinho seco X vinho demi-sec X vinho suave – veja as diferenças

  1. Maria Lopes disse:

    Adorei as explicações!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.