Blog

Temperatura de serviço

[vc_row][vc_column][vc_column_text]A temperatura de serviço é um aspecto importante que influencia muito a maneira como percebemos o vinho.

O primeiro ponto é diferenciar a temperatura de guarda para a temperatura de serviço. Leia/assista aqui a matéria sobre temperatura de guarda e armazenamento de vinho.

Temperatura de Serviço

Um erro comum que muitas pessoas comentem é servir o vinho branco muito gelado e o tinto em temperatura ambiente (que no Brasil é bem quente). Quando o vinho está muito gelado acaba-se reduzindo a percepção de aromas, frescor, acidez e sensação alcoólica do vinho. Além disso, a temperatura baixa aumenta a sensação de tanino (mais áspera do que o normal).  Já, no caso de servir o vinho com temperaturas mais altas,  acentuam-se aromas alcóolicos muito intensos que podem fazer arder o nariz e também acarretar um perfil químico aos aromas do vinho.

DICAS:

Caso você não tenha um termômetro em casa ou adega, os brancos e rosés podem ser resfriados de três maneiras: ficar de 40 minutos a 1 hora na geladeira antes de servir,  manter em um balde com gelo de 15 a 20 minutos e colocar no freezer por 20 minutos. Já os tintos, você pode deixar por 30 minutos na geladeira.

Os espumantes devem ser servidos entre 4ºC e 6ºC

Os vinhos brancos e rosés mais leves entre 8ºC e 10ºC

Os brancos e rosés mais encorpados entre 10ºC e 12ºC

Para os tintos leves entre 14ºC e 16ºC

Os tintos mais encorpados (envelhecidos) devem ser servidos entre 16ºC e 18ºC

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

[/vc_column][/vc_row]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.