Blog

Conheça a DOCG Cerasuolo di Vittoria, o único da Sicília!

A Sícilia é mundialmente reconhecida pela qualidade de seus vinhos, em particular os licorosos e/ou fortificados como: o Passito di Panteleria, ou o Marsala, ambos classificados como DOC. Mas vocês sabiam que a Sicília possui uma DOCG? É dela que vamos falar hoje! Em especial o Cerasuolo di Vitoria.

Confira nosso vídeo do Youtube:

Cerasuolo quer dizer, “que parece com cereja”. Esta denominação está localizada no sudeste da Ilha. Foi reconhecida como DOC em 1973, e com a qualidade comprovada ao longo dos anos se tornou DOCG em 2013. Além de regras rigorosas de produção, para ser classificado dentro desta apelação o vinho tem de ser composto de 50% até 70% de Nero D’Avola, e de 30% até 50% de Frappato. As primeiras menções desse vinho datam de 1607, quando da fundação da cidade de Vitória.


Os fundadores da vinícola Judeka são nascidos na cidade de Caltagirone, dentro da região geográfica da DOCG, e decidiram criar em 2013 a Judeka nos arredores de sua cidade com a intenção de evidenciar a qualidade da produção de vinho e cultura siciliana. Vemos inclusive nas artes dos rótulos referências as típicas cerâmicas produzidas em Caltagirone.
Produzindo vinhos orgânicos, de baixa intervenção, de forma a refletir melhor o terroir da Sícilia, Judeka produz vinhos interessantes, característicos e encantadores como a Sicília.


O Judeka Cerasuolo di Vitoria DOCG 2018 é um vinho muito interessante, com coloração rubi com reflexos granadas, de bastante vida e brilho. Possui aromas que remetem a cerejas licorosas e outras frutas vermelhas. Toques de ervas, balsâmicos, manjericão e até um pouco de tomate seco, é um vinho encantador com acidez vibrante e taninos macios e sedosos, muito bem domados, mesmo sem ter passado em madeira. Na boca perdura em sabor e acidez, acompanhando muito bem pratos de massa com molhos gordurosos ou ácidos, como uma massa com ragu de cordeiro, frios e embutidos, como salames, presunto de parma ou queijos de massa semidura como o gruyère, emmental ou gouda.

Até a próxima taça!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.